quarta-feira, 9 de abril de 2014

thirty seven♡


POR FAVOR, LEIAM O RECADO NO FINAL!
Ele me encarou. Parecia estar procurando resposta mesmo.
Mari: não vai responder? Gil: responder o que? eu.. eu .. -interrompi- Mari: você o quê? Sempre é assim Gil. Aí você vai falar:"gosto muito de ti gatona" -imitei ele- não é? Gil: mais eu gosto mesmo. Eu .. -interrompi mais uma vez, entendendo minha inconveniência.- Mari: deixa .. Do mesmo jeito que eu não me sinto preparada, você tbm não deve estar. Gil: é .. Eu não tô confuso nem nada, só não sou assim. De facilitar essas coisas. Mari: eu percebi. E por mais que eu te.. ame.. Eu ainda não me sinto a vontade em algumas coisas. Uma delas é te levar na minha casa. Gil: eu tbm entendo agora. Só não quero que essas coisas afastem a gnt. -ele abaixou a cabeça. Eu ia fazer o mesmo. Mais ele merecia uma resposta agora.- Mari: não vão -ele levantou a cabeça.- eu não deixaria. Se não, não tinha ido atrás de você. Gil: mais eu ainda não entendo algumas atitudes tuas. As vezes parece que você me..ama tanto, mais outras vezes parece não ter certeza de que quer ficar comigo. -pensei um pouco antes de responder. Não queria magoá-lo.- Mari: eu não queria ter que te falar isso mais, a culpa de as vezes eu ficar indecisa, é toda sua. Gil: minha?? Eu nunca falei que não sabia se queria ou não você. Eu quero. Mari: não quero continuar com isso. Ficar te colocando na parede não vai adiantar nada. Gil: é, melhor assim. Pra gnt continuar numa boa. Mari: sim, isso que eu quero.
-me calei deixando ele se aproximar de mim.
Passou o braço pela minha nuca e me puxou pra ele. Me fazendo deitar minha cabeça em seu ombro. Assim fiquei. Pensando em tudo o que vivemos até aqui. Parecia muito mais era muito pouco. Ainda vai fazer 3 meses. Ganhei muitas coisas boas. E ruins tbm. Tirando os quilinhos á mais kk. Jantando fora toda semana né. Só podia. Mais pelo lado ruim vinham as brigas. Que me faziam pensar quanto tempo duraria. Quanto tempo eu aturaria. Talvez o amor fortaleça. Ou talvez as brigas destruam. Só o tempo pode mostrar isso pra mim.- Gil: tá pensando em quê? Mari: na gente mesmo.. Gil: pensando no positivo ou no negativo? 
Mari: nos dois. Gil: e o que pesa mais? Mari: não sei Gil. Depende do ponto de vista. Gil: do meu ponto de vista acho que pra você os negativos tão pensando mais. Mari: pode ser. Mais os positivos me ajudam á não deixar os negativos se sobreporem. Gil: tá tenso o negócio entre a gente. Mari: tá, mais não depende só de mim mudar isso. Eu sempre te quis,e sempre vou te querer. Eu tenho certeza que o que eu sinto por você é amor. Gil: aí, já tá me pondo na parede de novo. -respirei fundo e me calei de novo. Realmente estava tenso. Mais por mais que eu quisesse que as coisas fossem do meu jeito, eu tinha que ceder um pouco.- Mari: desculpa de novo. É que não tem como não falar nisso as vezes. Gil: uhum, eu sei. E eu vou continuar te entendendo. Mais você tbm tem que entender que, eu não quero ficar longe de você. Eu não consigo mais, e não quero. De verdade mesmo. -ele falou de um jeito tão encantador que foi impossível não abrir um sorrisão. Coloquei a mão na sua nuca e trouxe o rosto dele pra perto do meu. Nos encaramos. Ele olhava dentro dos meus olhos e eu fazia o mesmo. Porque ele não diz que me ama logo meu Deus? Se eu vejo isso nos olhos dele. Nem tem como ele negar. Decidi quebrar o "encantamento"em que nós estávamos. Colei nossos lábios fortemente. Deixei que sua língua invadisse minha boca. Começando um beijo suave. Misturando nossas salivas num perfeito bailar. Ele colocou as duas mãos no meu rosto enquanto eu apertava sua nuca. Continuamos o beijo aumentando sua velocidade. Nossas línguas explorando cada canto de nossas bocas. Só fomos parando quando começou a nos faltar ar.O olhei fundo de novo e ele sorriu.-
Gil: é isso que eu quero. Nós dois, numa boa. Mari: eu tbm , mais não depende só de mim. E sei lá, as vezes acho que a qualquer momento tu pode me trocar por uma outra qualquer. -ele riu- Gil: te trocar? Você por acaso você acha que é pior do que uma outra qualquer? Não é porque eu não falo que eu não sinto. Mari: mais sei lá, eu mudei muito esses meses. Fui ficando mais chata, te cobro mais. Até uns quilinhos eu ganhei -ri- Gil: isso tudo só me fez te querer mais.Pra mim aqueles 12 dias sem você fortaleceu minha vontade. -sorri e dei um selinho nele- Mari: essas discusões vão passar. Prometo pra você. Gil: assim espero. -selamos de novo nossos lábios.- Mari: agora eu vou entrar. Ainda tô meia zonza com tudo o que aconteceu hoje. Gil: é, eu tbm.. Mari: a gnt se vê então, amanhã te ligo. -dei mais um selinho nele e fui saindo do carro.- Gil: boa noite Mari: boa noite -sorri e entrei em casa. Meus pais ainda deviam estar no velório. Fui pro meu quarto, entrei no banheiro e tomei um banho demorado. Eu estava literalmente zonza com tudo o que houve hoje. Assim que saí, me troquei colocando um pijaminha e me deitei. Olhei o relógio do lado e ainda eram 20:01. Liguei a tv e fiquei assistindo. Nem tava prestando muita atenção em nada. ~Mari off~
~Amanda on~ Não sei se devo dizer que esse foi o dia mais triste da minha vida. Eu não sei. Pode ser um dia eu tenha um dia pior. Espero que demore. Porque acho que vou passar dias sem derramar uma lágrima. Elas se esgotaram hj, com certeza. Ninguém esperava o acontecido. E algumas coisas mudam nossa vida. Isso vai mudar. Minha vó vai ter que escolher o que vai fazer. Claro que não queremos deixar ela morando sozinha no Guarujá. Por enquanto ela vai ficar os meus tios na Praia Grande. Ela não gosta muito de Santos kk. A gnt aceitou. Estranho, quando uma pessoa se vai, muda a vida de outras que não foram. Agora tô aqui. Sozinha na sala e em casa.Agarrada num travesseiro, pedindo pra Deus me fazer esquecer um pouco do dia de hoje. Não que eu queira esquecer meu avô, só não queria mais chorar.Eu recebi força de muita gnt hoje. Consegui ficar feliz por saber que tenho amigos de verdade. E mesmo os que não foram, não deixaram meu celular parar de vibrar com mensagens de apoio.
Peguei meu iphone agora. Abri a galeria e procurei uma foto que lembrei agora. Do ultimo aniversário do meu avô. Sorri em meio a mais algumas lágrimas. E postei a foto.- dinhafontinelli: Seu último aniversário. Me lembro da vovó cantando pra você. "Eu sei que vou te amar, por toda minha vida eu vou te amar. Em cada despedida eu vou te amar, desesperadamente". Hoje ela tbm cantou. Só pra você não se esquecer desses versos. E quero agradecer á Deus pelos amigos verdadeiros que eu ganhei dessa vida. Que não me abandonaram um minuto sequer. Não só os presentes mais os que fizeram meu celular vibrar o dia todo. Obrigada por tuuudo, vou ser grata eternamente. Amo vcss   
                       
[@] lizalbuquerque: te amo demais, meu ombro tá smp aqui! [@] jotace520: conta sempre cunhadinha. [@] taynasantana: amiga, queria ter ido te ver responde o wpp [@] rafaellabeckram: sabe que pode contar cmg né cu? Te amo   [@] gilcebola: tmj sempre minha loira [@] sorriadinha: diva, acabei de fazer esse fc pra você. Te acho linda e torço por vc e pelo Junior. Sei que não é um bom momento mais, só quero dizer que tenho muito carinho por você. Oficializa?
[@] dinhafontinelli: oficializado amor, bgd pelo carinho viu? @sorriadinha [@] neymarjr: me liga né .. [@] conexaonjr: força lindaa [@] samsungphganso10: tamo junto, amanhã colo aí ! [@] mabittencourt:     pra sempre com vc
Parei de ver lá pq já tava meio de deprê. Liguei pro Junior.- ~cdl~ Njr: oi Dinha: oi, já ia te ligar.
Njr: tá sozinha em casa? Dinha: aham, acho que meus pais foram pra Praia Grande, voltam mais tarde. Njr: tá bom, daqui a pouco vou te buscar. Dinha: buscar Junior? Eu não quero sair daqui. Njr: ai meo, relaxa. Daqui a pouco eu chego aí. Dinha: tá, vou te esperar na varanda. Njr: tá , beijo Dinha: beijo. ~fdl~ Desliguei, levantei do sofá e fui pro meu quarto. Fui pro banheiro, me despí, e entrei no banho. Tomei um banho moderado, saí me vesti colocando um macaquinho jeans com uma regatinha rosa por baixo. Amarrei de novo o cabelo num rabo de cavalo alto, passei meus cremes, perfume, essas coisas. Peguei meu iphone e fui pra varanda. Fiquei vendo o feed durante uns minutinhos, até ver o carro do Junior virando na rua. Guardei o celular e desci. Ele parou em frente a minha casa e eu entrei no carro.- Njr: eai meu amor -sorri um pouco forçado e o abracei.- não sei nem o que te falar. Dinha: não precisa falar nada, só me abraça. -continuei o abraçando. E dessa vez as lágrimas vieram. Ele sentiu e apertou o abraço. Era tudo o que eu precisava, tudo o que eu queria e esperava. Aquilo foi me dando paz, como se os problemas fossem se resolvendo. Acabamos nos soltando depois de uns segundos. O olhei e ele foi limpando as minhas lágrimas.- Njr: nossa cara, eu não suporto te ver chorando sabia? Doeu em mim ouvir tua voz aquela hora. Imagino como deve tá sendo difícil. Dinha: muito, eu não esperava. Lembra que ontem eu tava com pressentimento? -ele assentiu meio triste e ligou o carro.- eu não queria sair daqui Junior. É meio estranho eu sair.
Njr: não é sair, a gnt vai pra outro lugar. Não quero ficar dentro do carro, vamo pra um lugar mais de boa. Tu tá falando que quer ficar aqui mais claro que não quer né? Dinha: é .. Mais vamo pra onde? Njr: calma, relaxa. -ele deu partida. Não ligou o som nem nada. Fomos calados. Hora ou outra trocamos algumas palavras sobre outros assuntos que não fosse o meu avô. Em alguns minutos percebi que estávamos em frente o prédio do Junior.- Dinha: seu prédio é um lugar de boa? Porra Junior não vou subir. Njr: calma meo, a gnt não vai pra minha casa. Dinha: ah não ? -bufei e cruzei os braços. Será que ele é idiota assim? Af. Ele parou o carro na garagem, descemos, e ele travou o mesmo.- serio que eu vou ter que subir? Não tô com cabeça pra ficar batendo papo. Njr: já falei que a gente não vai pra minha casa. -foi indo pro elevador e eu fui atrás. Entramos lá e subimos. Fui calada só olhando o visorzinho do elevador, onde ia passando os andares. Vi que passou do andar da cobertura, onde ele morava. O olhei e ele sorriu todo contente. Balaçei a cabeça negativamete e a porta do elevador abriu. Em frente tinha uma escada. Ele entrelaçou nossos dedos e subimos. Lá em cima tinha uma portinha de madeira. Ele abriu e passamos por ela. Era a área da cobertura. Onde tinha a piscina, churrasqueira, várias espreguiçadeiras e tudo mais.- Dinha: nunca fui num lugar tão alto -ri- Njr: da hora aqui -me puxou e paramos na grade.- nem olha pra baixo. Dinha: não mesmo -ri.E vi ele indo pra uma parte coberta. Puxou duas espreguiçadeiras mais pra frente, juntou as mesmas e me olhou. Fui indo pra perto dele e me deitei lá em uma.- Njr: tá com fome? Quer comer alguma coisa? Dinha: olha, eu tô viu. Só tô com o lanche da escola e o almoço na barriga. E só almoçei porque as meninas fizeram pra mim. Njr: tem que comer po. Dinha: eu sei mais não tava com a mínima vontade. Mas não quero nada não. Njr: ahhh quer sim, te obrigo! -ri forçado- Dinha: é sério, não tô com vontade de comer alguma coisa pesada. Njr: tá, vou trazer uma coisa mais "leve" -fez aspas e riu- Dinha: tu vai na tua casa ? Ah meo, não quero ficar aqui sozinha -ele sorriu e devagar deitou na outra espreguiçadeira. Pegou no meu rosto.- Njr: nunca te vi assim tão frágil. Por lado eu sei que é ruim mais, eu fico feliz por poder cuidar de você. Dinha: eu tbm vejo por esses dois lados. Eu gosto quando você cuida de mim.. Nem parece você as vezes. Njr: não? Pq? Eu sou tão horrível assim? Dinha: claro que não. Mais tu é muito debochado. As vezes tenho medo de acreditar em alguma brincadeira sua. Njr: eu não quero brincar com você. Eu quero é cuidar de você, te proteger. Agora mais ainda. -foi passando os dedos pelo meu rosto. Acabei fechando os olhos. Sentindo mais intensamente o calor do toque dele. Incrível como tudo o que vinha dele me acalmava.- Dinha: então eu deixo, eu deixo você cuidar de mim. Se você prometer que vai fazer passar essa angústia que eu tô sentindo. -meus olhos marejaram de novo. Mais ele não deixou nenhuma lágrima cair. Me surpreendendo ele colou seu lábio no meu. Começamos um beijo calmo mais cheio de desejo. Sua lingua procurava a minha enquanto a mesma ia de encontro á dele. Nunca mais sentirei algo assim com outra pessoa. Um borburinho no estômago só de tocar nos lábios "dele". Ficamos assim entrelaçando nossas linguas, até ele mesmo ir parando o beijo com selinhos.- Njr: será que amor cura essa angústia? Dinha: amor? -ele assentiu- para Junior .. Njr: o quê? Tô fazendo uma pergunta. Amor cura essa angústia? -ri com o nariz- Dinha: cura .. toda a forma de amor cura angústia. Njr: é ? Então acho que eu posso colaborar bastante. Dinha: tenho até medo de perguntar porque. Njr: quer saber ? -assenti mordendo os lábios.- porque eu te amo! -ele falou aquilo sem receio algum. Sem medo de que eu desse risada ou sei lá. Eu fiquei olhando pra ele boquiaberta. Como ele conseguiu tornar um dia tão triste, em uma noite feliz? Eu não podia aguentar e meus olhos marejaram mais uma vez. Dessa vez de felicidade. Por ele estar sendo ele mesmo.- Dinha: nossa Junior .. Eu não .. Se..sei o que falar -ele riu por eu ter gaguejado.- Njr: pode ser um 'eu também' ? -sorri- Dinha: não. Não é a mesma coisa. Njr: é .. Não é. -abaixou a cabeça- Dinha: eu te amo é a resposta. Eu te amo muito. Amo sendo capaz de ficar feliz num dia tão triste. Obrigada, de verdade. Por ser tão maravilhoso comigo. -ele deu um sorriso trêmulo e eu dei um selinho nele.- Njr: brigada por me fazer ser melhor. -nos abraçamos selando nosso sentimento. Ainda nos braços dele olhei pro céu. Estava tão estrelado. Olhei pra uma única estrela, a mais brilhante e bem no meio do céu. A mesma piscou e brilhou mais intensamente.- Dinha: meu avô .. -falei baixinho feliz pelo meu avô ainda estar presente- Njr: o que ? -nos soltamos- Dinha: nada. -sorri- tu não ia buscar alguma coisa pra gente? Njr: ahh é -se levantou- tem dispensa aqui em cima. Com geladeira e tal. Deve ter alguma coisa. -assenti e ele entrou lá numa portinha. Sorri sozinha. Não imaginava que ele fosse me fazer tão bem assim logo hoje. Depois de uns minutos ele veio voltando. Com duas taçinhas com sorvete de chocolate acho.- Dinha: hummmm -falei pegando uma das taçinhas.- não é a cara da Liza isso? Olhar as estrelas tomando sorvete. -rimos- Njr: realmente , mais agora é a nossa cara. -sorrimos um pro outro. Ele deitou lá do meu lado. Ficamos tomando o sorvete e conversando. Contei pra ele como foi no velório e tal. Ele me confortou bastante. As horas foram passando e eu nem lembrei que tinha que ir pra casa.- Dinha: nossa , que horas são? Tenho que ir. Njr: vai pra escola amanhã? Dinha: não sei. Quero durmir e descansar bastante. Se eu me sentir bem eu vou. Njr: uhum. Agora é 1:02. -falou olhando o iphone dele- Dinha: caraaaaio. Como meus pais não me ligaram? Njr: talvez seja porque tu deixou o celular no carro. -riu- Dinha: puuuutzzzz -me levantei e puxei a mão dele fazendo ele levantar tbm- vaaaamo.-pegamos o elevador e fomos pra garagem , entramos no carro e ele deu partida. Peguei meu celular e tinha 4 chamadas perdidas do meu pai e 1milhão de whats. Brinksssss kkk. Nem abri nada. Fui o caminho falando com o Junior e em pouco tempo paramos na porta da minha casa.- Njr: entregue com segurança. -eu ri- Dinha: tá se achando agora ? Njr: eu não me acho, e me tenho certeza. -ri de novo- Dinha: que besta meu Deus .. ai ai , vou entrar. Njr: tá, me liga amanhã. Mais é pra ligar meeeesmo hein Dinha: vou ligar -sorri e dei um selinho nele. Fui saindo do carro sem tirar os olhos dele. E nem ele de mim. Que coisa estranha kk. Assim que ele ligou o carro de novo eu entrei de vez. Subi as escadas e abri a porta. Estavam todos na sala. Meus pais, os pais das meninas e as meninas tbm. Olhei o relógio e batiam 1:20.- Dinha: ainda acordados? Luísa: aonde você tava Amanda? Seu pai ligou milhões de vezes! -falou bem brava- Dinha: eu .. tava .. co..com .. -falei olhando pras meninas- Liza: não vai me falar que ainda tava com a Rafa? -falou arregalando os olhos e me salvando, rs.- Dinha: é! A gnt tava conversando até agora. Eduardo: aonde? Dinha: na casa dela. Luísa: Rafa é aquela moreninha que ficou com você o tempo todo? Dinha: é sim. Flávia: achei ela bem familiar. É da escola de vocês? Mari: era. Mais agora ela tá no Liceu. -eles assentiram.- Dinha: eu vou pro meu quarto. Vcs vem comigo? -olhei pras meninas e elas assentiram e vieram comigo. Entramos e eu sentei na cama com elas- Mari: tava com o Junior? Dinha: tava. Ele me levou pro prédio dele. Mais a gnt ficou na área da cobertura. Liza: hm, e tu tá melhor. Dinha: tô. Ele conversou bastante comigo não só sobre o meu avô. Sobre outras coisas tbm. Incrível como ele fez meu dia mudar. Mari: é o amooor -cantou baixinho e riu fraco- Dinha: acho que sim .. Liza: nossaaa, o que ? Amanda Fontinelli adimitindo que tá apaixonadaaa? Mari: apesar de que ela sempre foi né? Dinha: não, eu era apaixonada pelo Neymar. Agora eu tô apaixonada pelo Junior. -rimos- Liza: que fofa -riu- que bom que ele te deixou melhor amiga. Mari: é , só não fica grilada se esse sentimento não for recíproco. Porque eu vou morrer esperando um 'eu te amo' do Gil. Dinha: eu sei que é recíproco. Liza: sabe?? Então ele.. -interrompi- Dinha: ele disse que me ama -sorri. As meninas ficaram boquiabertam- Liza: aaaaahhh que liiindooo -riu- Mari: e logo hoje, isso deve ter te feito mais bem ainda -sorriu- me deu até invejinha agora-fez biquinho e a gnt riu e pulou em cima dela fazendo cócegas. Continuamos rindo até ela empurrar a gnt- Dinha: me sinto até meio mal em ficar rindo assim no dia que meu avô morreu. Liza: ai amiga, e tu acha que ele queria te tu sofresse? Ele quer que vcs melhorem o mais rápido possível. Mari: isso mesmo, e logo ele que era todo cheio de contar de piadas, fazer o povo rir. Sempre animado. Não vai querer ser lembrado assim. Liza: com lágrimas. Dinha: vocês tem razão. Mais pelo menos hoje vai ser inevitável não lembrar com tristeza. Liza: a gente sabe. Por isso viemos durmir aqui. Mari: não vai pra aula amanhã né? Quase duas da manhã. Dinha: não. Tô cansada. Só quero durmir bastante. Liza: não quer comer nada? Dinha: não , tomei sorvete com o Junior. Liza: hummm, agora sou eu que fiquei com inveja -rimos. Dinha: ai vou por os colchões tudo no chão. Vou durmir com vcs. Mari: só não vale bulinar hein? Dinha: credo sua podre -ri- Liza: af vou falar pro Gil -rimos- Mari: vamo durmir insuportáveis. -pegamos os colchões, juntamos no chão. Pegamos tudo e deitamos. A Mari pegou not e ficou mexendo lá com a Liza. Eu virei pro lado pra durmir. Senti que logo ia adormecer. Mais não me impediu de ainda ficar alguns minutos pensando no dia de hoje. Foi um dia longo. Com acontecimentos que ficaram marcados pelo resto da minha vida. Não tinha como não ficar lembrando do meu avô. Mas claro que vai ter uma hora que vou lembrar dele sem chorar. Espero que esse dia chegue logo. E que o Junior ainda esteja cuidando de mim. Acabei adormecendo. [...]. Acordei por espontânea vontade. Peguei meu iphone embaixo do travesseiro, olhei a hora e eram 12:07. As meninas ainda dormiam. Me levantei, fui pro banheiro, fiz minhas higienes, penteei o cabelo e fiz um coque. Saí do quarto indo pro dos meus pais. Não encontrei ninguém. Será que eles foram trabalhar hoje? Fui pra cozinha. Lá vi um bilhetinho na geladeira."amor, estou indo deixar sua mãe na Praia Grande. Ela quer ver a sua vó. De lá, vou pro trabalho. Não se preocupe. Te amamos." Respirei fundo. Deixei o papel por lá e fui fazer o café pra mim e pras meninas [...]. Terminei a mesa depois de um tempo. Quando fui chamar as meninas, as mesmas apareceram na cozinha.- Liza: bom diaaa Mari: bom dia, acordou hein? Dinha: cedo? Não porque vcs acordaram uma da tarde, que meio dia é cedo. -ri- Liza: acordar com cafezinho prontinho, gosto assim. -falou sentando- Dinha: fiz pra mim, nem mandei sentar. Sai , sai -falei espantando ela que riu. Sentei tbm. Começamos a comer.- Dinha: tô preocupada com a minha mãe.Ela saiu cedinho pra Praia Grande de novo. Mari: ah amiga, normal por enquanto. É tudo muito recente. Liza: é, ela deve tá super preocupada com a tua vó. Dinha: e eu com as duas. Vai mudar tudo agora. Mari: as vezes não. Pra sua vó claro que sim. Mais ela vai se acostumar. É um mal obrigatório. Liza: e a saudade vai se tornar um "daqui um tempo a gnt se vê" Dinha: é horrivel pensar assim agora. mais é a realidade. -assentiram. Terminamos nosso café. As meninas me ajudaram a tirar a mesa e lavar tudo lá.Decidimos fazer uma faxina na casa toda. A Liza ligou o som no cd da Anitta pra animar um pouquinho kk. Até que ajudou. Fizemos um faxinão na casa toda. Do contrário de muitas meninas da nossa idade, a gnt gostava de fazer faxina, especialmente juntas né. Enfim, fizemos uma farra. Nos divertimos arrumando a casa. Depois fomos as 3 tomar banho. Fui no dos meus pais, a Mari no meu, enquanto a Liza ia adiantando o almoço. Quando saí do banho, me vesti com um shotinho jeans e uma blusinha soltinha estampada. Soltei meu cabelo, que tava num coque pra não molhar no banho. Fui de frente pro espelho, tirei uma foto e postei no insta.- dinhafontinelli: Se acostumar, é um mal obrigatório. E a saudade vai se tornar um "daqui a pouco a gnt se vê" #Deusnocomando
[@] sorriadinha: liindaa como sempre! [@] victorgodoy11: loirinha linda do toiss [@] loveneymar: você melhorou *-*. segue diva? [@] maaa_gomes: Princesa! [@] bondedotois: Linda frase diva   [@] rafaellabeckran: linda demaaaaaaaiisss! [@] ceboletes: maravilhooosaa, #deusnocomando [@] thiagonunes: gatinha   [@] olhosdoph: Que gata você @dinhafontinelli [@] neymarjr:        
[@] neymarzetes: Rafaela agora puxa mó saco dessa menina, af.
Parei de ver lá e fui pra cozinha. A Mari já tinha assumido o fogão. Dinha: Liza tá no banho? Mari: tá sim. Dinha: e tá fazendo o que aí pra gnt ? Mari: adivinha . Dinha: é fácil? -ri- Mari: porra! uma dica, tu amaaaaa Dinha: hahahaha strogonoff de frango! -levantei e fui pra perto dela- bem que eu tava reconhecendo esse cheiro. Mari: viu como eu sou uma boa amiga? Dinha: awn! -dei um beijo na bochecha dela. Continuei ali com ela. Quando a Liza voltou, a gnt terminou o almoço. Sentamos na mesa de novo e almoçamos num clima agradável. Depois acabamos com a louça e voltamos pro quarto. Elas ficaram lá comigo até umas quatro da tarde. Depois foram embora. Fiquei de bobeira,até lembrar que prometi ligar pro Junior. Peguei o iphone, e liguei pra ele, que logo atendeu.-
~cdl~ Njr: oi Dinha: oi Ju Njr: só lembrou de mim agora é? -ri- Dinha: lembrei que tinha que te ligar agora,mais não te esqueci. Não tem como né Njr: óia, tá meiga? -riu- Dinha: me zoa pra tu ver. Njr: ram , vou ver o quê? Dinha: quando a gente se ver tu vai saber Njr: é? então vou saber rapidinho. Dinha: af Junior nem inventa. Njr: o quê? Dinha: onde tu tá ? Njr: tô saindo do ct agr. Bora comer alguma coisa comigo? Dinha: ah sei lá Junior. A gente já se viu ontem. E foi bem barra, apesar das coisas boas tbm. Njr: por isso mesmo. Não que você tenha que esquecer do que aconteceu, mais tem que se adaptar a situação. Dinha: eu sei disso, mais ainda tô muito triste. Por mais que pareça que faz dias, foi ontem. Njr: tudo bem, só queria te ver mesmo. Saber que você tá bem entendeu? Dinha: aii meu Deus, e eu resisto? -rimos- Njr: tô passando aí daqui á 20 minutos. Dinha: tá bom, vai ser rapidinho né? Njr: não posso prometer isso -riu- Dinha: engraçado, tchau. Njr: tchau -riu de novo- ~fdl~ Desliguei e fui pro banheiro. Tomei um banho rapidãooo. Saí, me troquei vestindo uma calça jeans, uma blusinha caia rosa , minha sapatilha rosa tbm. Meu iphone, minha bolsa e fui pra sala. Escrevi um bilhete pros meu pais. "Amores, fui comer alguma coisa com um amigo meu. Se quando chegarem, eu não estiver aqui, já sabem onde estou. Amo vcss" Grudei na geladeira e fui pra varanda. Assim que saí vi o carro do Junior parando na minha porta. Desci, e entrei no carro. Dinha: quanto tempo -ri e dei um selinho nele- Njr: eu sei que cê não vive sem mim, por isso que eu vim. Ó, até rimou -gargalhou- Dinha: que engra você -ri- Njr: eu sou mesmo -sorriu sínico e deu partida- Dinha: eai pra onde vamos? Njr: vamo lá na Kopenhagen. -assenti. Aqui em Santos tem uma Kopenhagen. A "alta sociedade" costuma tomar café da manhã e da tarde lá. Pra falar a verdade eu nunca fui lá. Mais o Neymar vive falando que quer me levar. Mais eu tbm sempre tive vontade de ir. Bom, depois de uns minutos a gnt chegou na lá. Estacionamos num pequeno estacionamento deles. Saimos do carro, ele travou o mesmo e veio pegando na minha mão. Tirei a mesma.- Dinha: não Junior, tá de dia, a gnt já vai chamar muita atenção, imagina de mão dada. Njr: blz, mais presta bem atenção de que foi você que pediu isso hein? Se fosse por mim era outra coisa. -assenti. Entramos lá e uma mulher veio nos recepcionar. Tava até gaguejando e se jogando pra cima do Junior. Nos deixou numa mesinha mais reservada e nos deu o cardápio.- Dinha: o foda daqui é que é mais pequeno né? Todo mundo fica olhando e tal. -ri- Njr: de qualquer jeito todo mundo ia ficar olhando Dinha: é -ri- o que tu costuma pedir? -falei olhando o cardápio- Njr: peço um capuccino com raspas de chocolate e uma cestinha de cookies de baunilha. Dinha: hmmm, pode ser isso aí então. -ele assentiu, chamou o garçom e fez o pedido.- Njr: e como tu tá? seus pais? sua vó? Dinha: minha mãe já foi pra praia grande de novo. Ela tá muito preocupada com a minha vó. Njr: é, pelas fotos seu avô parecia ser bem saudável Dinha: ah, a única coisa que ele tinha era uma palpitação no coração. Mais ele se cuidava. Tomava a medicação certinha. Só que da última vez que eu vi ele, ele tava se recuperando. Tinha sentido umas fisgadas e ficou uns dias internado. Mais como eu ia imaginar que da próxima vez ele não voltaria? -meus olhos marejaram mais eu me segurei e o Junior ficou uns segundos calado.- Njr: então.. vamo mudar de assunto. Amanhã era pra gente ir pagar a apostinha hein? Dinha: ah é -ri- vamo deixar pra semana que vem -vimos nosso pedido chegar e começamos a comer lá.- Njr: então vai ficar em casa amanhã? Dinha: acho que sim né? Melhor. Njr: melhor pra quem? Pra quê? Pra continuar esse clima pesado na tua casa? Dinha: é, pode ser que seja pior mais, não tô com a mínima vontade. -continuamos conversando enquanto comíamos. Depois de mais ou menos 1hr depois a gnt pediu a conta, deixei ele pagar, claro Kk. Fomos saindo do local , entramos no carro. E ele colocou o cinto. Fui colocar tbm e meu iphone começou a tocar. Eu tinha deixado no carro. Peguei o mesmo no espaço entre os bancos. Olhei e no visor apareceu "Gabriel Chamando" É, o Gabriel mesmo. Aquele amigo do meu primo Danilo. Engoli seco não sabendo o que fazer. Minhas mãos começaram a suar de imediato. Olhei pro Junior e ele me olhava sereno.- Njr: não vai atender? -continuei olhando pra ele, e procurando uma resposta.- Dinha: é..é..e..eu Njr: tá gaguejando porque? -riu, e meu celular parou de tocar- quem era? Dinha: o quê ? Njr: no celular Dinha: o que que tem? Njr: quem era no celular Amanda? -riu- Dinha: ah, é .. Não é nada importante não. Njr: então porque não atendeu de uma vez? Dinha: ai, depois eu ligo de.. -fui interrompida pelo celular tocando de novo.- Njr: atende logo, quem é? -veio pra pegar da minha mão e eu tirei- iiiihhh , tá disconfiada porque? Dá aqui! -veio de novo e acabou pegando o celular da minha mão. Olhou lá- Gabriel? Quem é Gabriel? -engoli seco mais uma vez. Pqp, tô fudida.- Dinha: ngm de importante, já falei. Njr: não vai falar? -parou de tocar- vou ligar de volta. Dinha: NÃO! ele é um amigo meu Njr: amigo? Nunca ouvi falar desse mlk . Dinha: e daí? Não tô te devendo tanta satisfação assim Njr: af, começou a merda da ignorância. Dinha: eu não, tô de boa. Njr: porque ficou em choque então ? Dinha: não fiquei. -começou a tocar maaais uma vez- Njr: atende o mlk po -me deu o celular- ele deve tá querendo falar algum bgl muito importante. -fuzilei ele com os olhos e atendi de vez- ~cdl~ Dinha: oi Gabriel: oi gatinha Njr: coloca no viva-voz Dinha: não Njr: põe logo porra Dinha: af -coloquei- Gabriel: linda ? 
Dinha: oi Gabriel: tudo bem? tá ocupada? Dinha: não magina -o Junior me olhou levantando a sobrancelha- Gabriel: po, soube do sou avô Dinha: pois é , foi tão de repente. Gabriel: nem deu pra ir no velório mais, tô aqui pra qualquer coisa blz? -O Junior revirou os olhos- Dinha: ah sim, brigada. Tô melhorando já. Gabriel: é isso aí.. to em santos sabia ? Dinha: é? aonde? Gabriel: tô na casa de um amigo meu. Dinha: ah ta Gabriel: te chamei lá no face tu nem me respondeu. Dinha: nem entro muito lá. Gabriel: ia chamar no whats mais o meu tá bugado. Vou ter que baixar de novo. Mais aí, vem me ver amanhã. Njr: como é que é? Dinha: péraa Gabriel: hein linda ? Dinha: aah então, amanhã não vai dar. Combinei de durmir na casa de uma amiga minha. Gabriel: vem a hora que tu tiver desocupada po. Queria te ver de novo. Njr: ahhhh vai ver minha pica! Dinha: shiiiii Gabriel: que foi isso? -riu- Dinha: televisão -ri- Gabriel: ah tá, então, queria mesmo falar cntg de novo. Tu é muito gata meo, com todo respeito. Njr: vou ensinar ele a respeitar mina dos outros na moral. Gabriel: gata, abaixa a tv um pouquinho aí -olhei pro Junior e fiz sinal pra ele esperar- Dinha: abaixei, então, se eu puder ir te falo. Gabriel: fala mesmo? Dinha: falo po, no face. Gabriel: blz então gata Dinha: blz, vou desligar aqui. Beijo Gabriel: beijão Dinha: tchau ~fdl~ Desliguei.- Njr: vai, pode começar á se explicar Dinha: quem vai começar alguma coisa é você. Começa a ligar o carro e me levar embora.
Njr: não tô brincando. Eu jogo limpo sakou? Quero isso da tua parte tbm. Se for pra começar a avacalhar o bgl, que pare por aqui. -respirei fundo e segurei minha onda- Dinha: tá, quer saber oque? Njr: de onde veio esse comédia aí? Da escola? Dinha: não. Ele é um conhecido meu de infancia. Não via ele desde os meus 8 anos de idade. Aí quando fui pra festa do meu primo, encontrei ele. Njr: ahhh , tá explicado porque tu tava tão estranha aquele dia. Dinha: nada a ver, eu tava cansada só isso. Falei com muita gnt aquele dia. Njr: legal, aí ele te encontra depois de anos desse jeito -olhou pro meu corpo- deve ter perdido a linha, não foi? Dinha: quem tá perdendo a linha é você! Njr: eu? Eu que tava combinando coisinha com a minha amiguinha de infância? Vão fazer o que quando se encontrar? Jogar xadrez? Dinha: ah para ô santinho. Tu não faz nada né? Njr: o assunto não sou eu. Tu estragou tudo. -vi que ele tava decepcionado- Dinha: se isso te conforta, falei aquilo pra desconversar. Não quero nada com ele. Nem passou isso pela minha cabeça. Njr: mais pelo visto pela dele passou. -nos calamos. Não queria ter discutido com ele de novo. Depois de um tempo ele ligou o carro. Deu partida rumo a minha casa. Continuamos calados durante todo o caminho.Nem demorou muito pra ele parar em frente a minha casa.- Dinha: você tá com ciumes, isso mesmo? -ele subiu devagar o olhar pra mim- Njr: e se tiver? Ngm vai me crucificar por isso não. Ciúmes demonstra carinho.. amor .. Dinha: só tô dizendo que não tem motivo. -me aproximei dele- eu acho que não teria coragem, nem se eu quisesse, de te magoar -ele sorriu sem mostrar os dentes- desculpa? Njr: tudo bem, desculpa tbm. Só quero que você entenda que tudo o que eu faço é pra fazer nosso lance dar certo. -assenti e dei um selinho nele.- Dinha: vou entrar tá? Amanhã a gnt se fala. Njr: tá bom -sorriu e pegou no meu rosto- não esquece de mim não tá? Dinha: nunca! -sorri e saí do carro. Olhei ainda pra trás e dei um tchauzinho. Entrei em casa. Fui indo direto pro quarto dos meus pais. Eles estavam deitados juntos. Sentei na cama e comecei a conversar com eles. Perguntei sobre a vovó e minha mãe disse que ela tá se conformando. Fiquei mais um tempinho ali e depois fui pro meu quarto. Me joguei na cama, pensando se um dia o mesmo vento que me abraçou ontem, poderia levar a angústia que eu sentia no momento. Talvez o nome desse vento seja "Junior" .. ~Amanda off~
~Liza on~ Ontem foi um dia pesado. Ninguém poderia imaginar que o Vô Luiggi ia nos deixar. Ele era um homem muito sábio. Inteligente, e ao mesmo tempo engraçado e divertido. Desde de pequenas a gnt adorava ir pra casa dos nossos avós. E o vó Luiggi sempre foi especial. Fará muita falta entre nós, mais sabemos que ele cumpriu seu papel na terra. De trazer paz e alegria á todos. Bom, hoje é sexta feira. Já são 20:15 da noite. Acabei de falar com o Ph. Ele vai passar aqui daqui a pouco pra gnt dar uma volta. Fui pro banheiro, tomei um banho demorado, saí , me troquei colocando um shortinho jeans azul e uma regatinha branca. Passei meus cremes, perfume e tal. Penteei o cabelo, e fui escovar os dentes. Quando terminei, tirei uma foto e postei no insta.-
lizalbuquerque: pegue a minha mão, me leve para algum lugar, deixe o amor entrar ♪ #fui   
[@] sorriadinha: liinda demaaais, segue aqui ? [@] bondedotois: divando sempre [@] caioyukio: maravilindaa  [@] loveforph: e esse cabelo? *-* Lindaa [@] carolgomes: topzinha do ateneu kkk [@] pridenjr: Per-fei-ta [@] lizalbuquerque: tu né carol? Kk @carolgomes [@] hugoprado: gata hein?              [@] victorgodoy11: avisa meeeeeo [@] prateguiargil: muito linda *-* [@] sonhoscomph: que princesaaa
Parei de ver lá e saí do quarto, sentei na cama e continuei vendo o feed. Aparecei uma curtida do Ph na minha foto. Ele deve tá vindo. Fui descendo pra ver novas fotos, até ver uma dele.- samsungphganso10: Espere por mim morena, espere que eu chego já. O amor por vc morena, faz a saudade apressar..
[@] apegoph: Lindooooo meu Deeeus *-* [@] babifernandes: mais esse meu ídolo é gato! [@] aoseuladoph: morena???? [@] fcnjreph: olhem a ultima foto da @lizalbuquerque [@] tatidias: gostosoooo 66' [@] felipelanes: joga muito! [@] orgulhoph: não tô entendendo mais nada.. [@] victorgodoy11: tu tbm? avisa carai [@] lizalbuquerque:    
[@] gansáticas: eai @gicosti??
Sorri igual uma idiota. Ele não tem nem cara de pau kk. Já falei pra ele disfarçar. Bom, peguei meu celular e a chave e fui no quarto dos meus pais.- 
Liza: vou dar uma voltinha, não volto tarde não tá?
Rodrigo: vai com as meninas? Liza: não, vou com amigo meu Flávia: aquele amigo? -fez um sinal e eu sorri- Liza: isso Rodrigo: ihhh , segredinhos é ? Flávia: não pode? Liza: depois a gnt te conta né mãe ? -ela assentiu rindo- tô atrasada beijo -mandei beijos no ar e nem ouvi se eles responderam. Saí de casa e fui descendo. Assim que abri o portão o carro do Ph parou na minha frente. Dei a volta e entrei no mesmo sorrindo. Dei um selinho nele. Quando ia descolar nossos lábios ele me segurou pelos braços prolongando aquilo mais um pouco.- eai, pra onde vamosss? Ph: primeiramente boa noite né -riu- vamo dar uma volta Liza: tu falou pra eu não ir arrumada. Ph: isso. -deu partida, e ligou o som no Natiruts bem baixinho. Peguei meu iphone e olhei os comentarios das fotos la- Liza: se queria deixar as gasáticas doidinhas conseguiu -ri- Ph: era o objetivo mesmo -sorriu sínico- e tu? Ficou em choque né? Liza: fiquei mesmo Ph: tadinha -riu- Liza: tu tá muito debochado não acha não? -ele riu. Continuamos o caminho. Fui cantando baixinho as musicas- Ph: e a Dinha, como tá? Liza: tá mais ou menos né, o Ju tá dando mó força. Ph: tá certo po, deve ser mó barra né? Liza: porra.. Eu senti bastante tbm Ph: imagino , mais a vida segue né. Melhor do que ficar numa cama sei lá. Liza: com certeza. -nos calamos de novo. Fui vendo ele rodad por umas ruas e chegar na avenida da praia.- Liza: tá chegando?
Ph: chegando onde? Liza: no lugar que a gente vai sei lá. Ph: relaxa, e se a gnt for ficar aqui ? Liza: quê? Tu me chamou pra.. -ele interrompeu- Ph: caaalma -riu e foi estacionando o carro no acostamento da praia mesmo- já chegamosss -sorriu e saiu do carro. Fui olhando ele dar a volta e abrir a porta pra mim. Saí e ele travou o mesmo. Entrelaçou nossos dedos e eu tirei a rasteirinha pra andar melhor na areia. A praia quase vazia. Era o canal 6. Costuma ficar vazia mesmo. Mais tinha umas poucas pessoas. Ficamos andando pela areia por alguns minutinhos. Em um momento ele passou o braços pela minha nuca. Me passando proteção.Fomos dando várias voltas assim. Conversado, tirando fotos, namorando, sendo felizes sem receio algum. Até pararmos. Ele se sentou na areia de pernas abertas e eu sentei no meu delas deixando ele me abraçar.- a marrentinha tava com saudade já então? Liza: morrendo de saudade do marrentinho -rimos- imagina quando tu for jogar em outro estado..país Ph: te levo comigo Liza: assim tu enjoaria de mim -ele pegou minha cabeça e puxou pra trás, me fazendo o olhar de cabeça pra baixo- Ph: o dia em que eu enjoar de você fiquei maluco. -sorri e ele selou nossos lábios. Começamos um beijo naquela posição. Foi delicioso. Nossas linguas se entrelaçavam de forma diferente. Uma procurando a outra com tranquilidade e desejo. Isso era o que mais havia.Desejo. Durou até faltar o ar. Encerrando com ele chupando meu lábio inferior.- carai to apertado!
Liza: o quê? Ph: apertado pra ir no banheiro mesmo -se contorceu um pouco.- Liza: numero 1 ou numero 2? -rimos- Ph: 1 né retardada. Liza: retardade que tu ama né ? Faz no mar po -debochei- Ph: não não, tenho amor a minha cidade né. Liza: avá, tu nem é daqui ow -ri e ele me beliscou- aiii meo -continuei rindo e ele se levantou- Ph: ja volto -assenti e ele saiu rumo á calçada dd novo. Fiqei lá sozinha. Uns 4 mlks chegaram lá com uma bola de futebol.- xxx1: tá sozinha gata? -só olhei pra ele mais nem respondi- xxx2: hmm, o gato comeu a linguinha foi? xxx3: não, gata não deve saber falar. Quer que eu te ensine com carinho linda? Liza: af xxx4: vamo dar uma voltinha com a gnt? Liza: ai sumam daqui seus troxas! xxx1: fica brava mesmo, até instigam ó -eles riram- Liza: vão jogar e me deixem em paz vai. Não tô sozinha não. Vão lá que daqui a pouco meu amigo vai lá tbm ensinar vcs umas coisinhas. xxx2: ui, quem será o amiguinho dela? Liza: vcs vão ver po. Agora vazem! -eles riram e ficaram debochando. Acabaram saindo um pouco mais pra lá. Continuei lá de boa até ouvir um toquinho de celular. O meu não era. Olhei pro lado e o celular do Ph tava na areia junto com o meu. Peguei o mesmo e desbloqueei. Vi o ícone do whats. Pensei comigo que se fosse a Giovanna eu não ia perder a oportunidade de insultar. Mais quando desci, me surpreendi .. [...]



CONTINUA

no capitulo anterior eu(amanda) esqueci de divulgar um blog maravilhosoooo que pediu pra divulga-lo então cá estou para divulgar o mesmo agora, leiam é muito top!!

recadinho básico

eai meninas, será que não tá adiantando a gente falar? Já falamos, sem comentários sem capítulos. A gnt não entende. Quando reclamamos, os comentários aparecem bem rápido. Mais se a gnt não reclama, demora umas duas semanas pra ter o que costuma ter. Então agora é o ultimato. Se em dessa vez os comentários demorarem tanto assim, vamos ficar semanas sem postar. Poxa, a gnt faz o capítulo com maior carinho, ficamos a semana toda se dedicando a isso, pra quando postar olhar todo dia e ter 5 em sei lá quantos dias. E só juntar os 30 ou mais quando já tem mais de 1 semana que o capítulo tá postado. Se isso não normalizar de novo vamos parar de postar! então se vocês quiserem que a história continue, comentem, simples assim! Beijos no core   

50 comentários:

  1. amo a sua fic,quero mais logo por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esqueci de colocar o meu nome rsrs' Mariana Lutai

      Excluir
  2. ameeeeeeei,quero mas logo pelo amor de deus ! indica ? http://amorquepramimerasonho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Awnt que capítulo perfeito, amei o Neymar se declarando pra Dinha foi lindo, amo demais o blog e amo vcs tbm meninas são umas fofas, e povo que ler e não comenta faça o favor de comentar e rápido pq quero o próximo capítulo logo*----*

    ResponderExcluir
  4. Ficar semanas sem postar? Pertubo vcs la no whats hein.. BORA MEU POVO, PODE COMENTAR. hahaha. Neymar protetor é A+. Gilmar que n fala logo esse "eu te amo" eu hein, tem problemas kkkk. Quem sera no whats? Ai to curiosa kk. - ingrid :*

    ResponderExcluir
  5. Ta cada dia mais perfeito *----* desculpa pela demora pra comentar,trabalhos de escola,provas :/ ,mas ahr to de volta,tava com sdds da fic,continua amores ...Gente vamo comentar tbm

    ResponderExcluir
  6. Não tenho palavras pô esse fic e simplismente perfeita ♡

    ResponderExcluir
  7. Continua logo...Sem palavras pra esse cap não vejo a hora do Gil e o Ph se declararem logo pra Liza e pra Mari...Perfeito
    Amanda

    ResponderExcluir
  8. uhuuuuuuuuuul posta mais vadias pretas

    ResponderExcluir
  9. gente posta mais pra elas postarem mais rapido rsss

    ResponderExcluir
  10. ai quem sera? continua

    ResponderExcluir
  11. Aeee , amei demais . Quem sera no whats ? Curiosaaaaa . Que meigo e ju e a dinha *-* , o gil ja pode falar que ama a mary ta rs ' bjus / Grey

    ResponderExcluir
  12. to amando cada vez mais esse blog, que critividade! Simplesmente perfeito. by: Beatriz <3

    ResponderExcluir
  13. perfeito, magnífico,maravilho, toop, continuaaaa

    ResponderExcluir
  14. perfeito.. maravilhoso posta logo.. continua

    ResponderExcluir
  15. A fic é ótima!!!!quero que o pH de um pé na bunda de vez ma Giovanna e assuma a liza!!!

    ResponderExcluir
  16. Eu quero mais logo. Ta tudo perfeito. Continuaaaaa amei amei amei

    ResponderExcluir
  17. crlh, que fic é essa, muito top postaaaaa logo :3

    ResponderExcluir
  18. Vcs São mt divass caraiii mt mais q perfeitooo ++++++++++++

    ResponderExcluir
  19. quero mais pfvr. kkk

    ResponderExcluir
  20. dinha radicalizando geral! kkkkkk só desse jeito mesmo pra comentarem.

    ResponderExcluir
  21. Única fanfic que eu adoro.o clima de romance e não gosto das brigas haha dinha tem que da um chega pra lá nesse gustavo se não vai da ruim :x só quero umas ceninhas de ciúmes nas baladas com o júnior Haha

    ResponderExcluir
  22. contt https://www.facebook.com/mariaeduarda.camilopereiradesouza aki

    ResponderExcluir
  23. pqp nao vivo mais sem essa fic *--*

    ResponderExcluir
  24. tipo assim né, CONTINUA LOGO POOOW, gentiiii ta perfect

    ResponderExcluir
  25. aa tinha q acontecer alguma coisa de diferente.... Sei lá, tipo a liza fazer uma peça lá e ter q beijar o carinha lá... o ph ficar quicando de ciumes kkkkkk

    ResponderExcluir
  26. Continuaaaaa pleaseee , quero mucho maais

    ResponderExcluir
  27. genteeeeeeee que fanfic perfeita *-----------* meninas fazem um on dos meninos *-* pftttttttt lindaaas

    ResponderExcluir
  28. alegria define, nada melhor que entrar aqui e ver que tem postagem, amo isso aqui !!

    ResponderExcluir
  29. cada capitulo um melhor q o outro, posta mais não demora pra postar por favor!

    ResponderExcluir
  30. Perfeito !!!!!
    A historia de vcs é perfeita
    coontinua loogo por favor !

    ResponderExcluir
  31. Ameeeeeeeeeeeeeei
    >.< continuuuuaa :)

    ResponderExcluir
  32. continua to super curiosa, continua logo uheuheuhe fanfic mais q perfeita amoadoro *--*

    ResponderExcluir
  33. Postaaa mt perfo mds amo demais

    ResponderExcluir
  34. posta mais... Cada dia mais encantada com essa fic!!!! ♡ ♡ ♡ ♡ ♡

    ResponderExcluir