sexta-feira, 18 de outubro de 2013

six ♡

Gil:juntas as amigas, se arrumem que tois ta chegando passa o endereço - olhei pras meninas assustada- e agora gente?
Liza: e agora que é melhor eles não vierem buscar a gente
Dinha: que? nooosssa para com isso meo! Tu fica com essa palhaçada.
Liza: ah eu não vou ficar dando uma de maria chuteira oferecida. Eles vão pensar que a gente é o que? 
Mari: é, isso é verdade.
Dinha: então a gente não vai?
Liza: liga pra ele e pergunta pra onde a gente vai, e diz que a gente vai encontrar eles.
Dinha: af não precisava dessa complicação toda cara. Liga logo aí! - desbloqueei a tela e liguei, chamou umas três vezes e ele atendeu-
~cdl~
Gil: Alô -as meninas fizeram um sinal e eu rapidinho coloquei no viva-voz-
Mari: Gil? 
Gil: oi gata
Mari: aonde a gente vai?
Gil: Pro jogo ué -riu- e eu vou buscar vocês, aonde vocês tão? -a Liza fez não com o dedo-
Mari: Não -gritei- a gente vai encontrar vocês, não precisar vir não!
Gil: tá bom, não demora. quando chegar aqui na frente me liga que eu vou buscar vocês.
Mari: beleza, eu ligo
Gil: ta, até daqui a pouco, beijo
Mari: beijo!
~fdl~ 
Mari: prooonto!
Dinha: bora se arrumar.
Liza: e vai dar tempo?
Dinha: claro que vai, vamo logo! -mandou beijos no ar pra mim e ela e a Liza saíram pra se arrumar. Respirei fundo e sorri, só peço a Deus pra não que deixe eu me iludir! Deixei o celular em cima da cama, e fui tomar banho, sai coloquei minhas peças íntimas, um shortinho e minha blusa do Santos como tinha combinado com as meninas. Dei uma ajeitada no cabelo, coloquei minha sapatilha, peguei minha bolsa, o iphone, dinheiro e sai do quarto lendo o whats, as meninas estavam saindo de casa também, fechei o portão e vi as meninas, pegamos um táxi e partimos pro ct. Quando a gente tava pertinho decidi ligar pro Gil. 
~cdl~Gil:oi
Mari:a gente ta aqui
Gil:ta bom, to indo beijo.
Mari: beijo!
~fdl~
Chegamos na frente do ct, pagamos e descemos, ficamos ali na frente esperando com gil e conversando.
~Mari off~

~Liza on~
Ontem a gente foi pra festinha do Léo. Foi muito foda apesar de ter sido numa terça. Fiquei a festinha toda agarradinha no Caio. Curto muito ficar com ele, gato demais e ontem me deu umas indiretas de que estaria ficando sério o nosso lance. Por uma noite todinha eu tirei o Ph da cabeça. Mais nem foi muito já que hoje o Gil chamou a gente pro jogo e vou ver o Ph *-* Agora a gente acabou de chegar na porta do ct. Logo que descemos do táxi já vimos ali um grupinho de 3 meninas. Todas bem piriguetes. Passamos por elas e as mesmas nos olharam torto. Paramos do lado delas e perto do interfone. Logo o portãozão abriu e um carro lá entrou. Antes que fechasse vi o Gil vindo sorrindo.
Gil: eai haha-falou nos cumprimentando com um beijo no rosto de cada uma- vamo entrar? -assentimos e fomos em direção ao porta com ele- 
xxx: hei, pera ai. Porque essas patricinhas podem entrar e a gente não? -falou uma daquelas meninas-
Dinha: patricinha? se toca garota!
menina1: tá pensando que é quem pra falar assim comigo?
Liza: ô filhinha, abaixa a bola que tu nem conhece a gente. 
Gil: sem briga po. Daqui a pouco os jogadores vão sair beleza? -olhou pra elas- não precisa brigar
Mari: sem briga? rum, a mina mó folgada
menina2: e tu tá se metendo porque? ninguém falou contigo! -gargalhamos ironicamente e o Gil tava sem saber o que fazer- 
menina3: tão se achando cara
Dinha: querida, se a gente vai entrar é por que conhece eles!
Mari: então segura esse recalque né, e fica de boa!
menina1: recalque? aonde? olha pra vocês e olha pra gente -falou olhando pro próprio corpo- Tem nem sal e se eu quisesse já tinha entrado. 
Liza: ah então vão lá otárias. -nos viramos pra entrar de vez e eu escutei uma delas dizer "otária? " De repente senti alguém puxando meus cabelos. Me contorci até me virar pra ela. Consegui me agarrar em seus cabelos também e fui a puxando pra baixo. Antes que eu conseguisse derrubá-la suas amigas vieram em mim também. Mais vi que a Mari pegou uma delas e a Dinha a outra. Parece que a mina arranhou a Mari aí ela deu um tapa na cara da mina e começaram o puxa cabelo. A Dinha tbm tava dando uns tapa na cara da mina, que não largava o cabelo dela. Eu já tava desesperada porque aquilo não acabava. E o Gil coitado, tava perdido. Não sabia qual separada. Começou a gritar "segurança, segurança! " e logo os mesmo vieram, um monte. Pegaram as meninas pelo braço e elas mesmo gritando saíram, o portão fechou. Olhei pra trás e o bonde TODO tava vindo correndo. E até uns jogadores também. Eu comecei a tremer muito e meus olhos ficaram marejados, não por medo daquelas putas mas por vergonha e medo dos meninos acharem a gente umas barraqueiras. Eu já choro por tudo mesmo. E aí as malditas lágrimas teimosas e começaram a cair. Tentei disfarçar mais quando o Ph chegou não deu pra me segurar. Ele me olhou e eu abaixei a cabeça-
Ph: O que aconteceu aqui? Você ta bem?
Liza: Não sei -coloquei as mãos no rosto e ele percebeu minha voz embargada-
Ph: tá chorando? hei, não chora não, já acabou -se aproximou de mim. E quando eu senti seus braços me abraçando minhas pernas ficaram moles e tremulas. Deixei que ele me abraçasse-
Liza: que ódio, por isso que eu odeio piriguete. tomá no cu!-todo mundo riu e eu me soltou dos braços dele- 
Ph: relaxa, sempre tem.
Gil: vocês são loucas mano. Deram mó pau nas mina -gargalhou- 
Dinha: to nem aí, odeio mina folgada!
Junior: porra, agora eu imagino o que tu fez com a minazinha que falou mal de mim que tu disse aquele dia. 
Dinha: ah tá ligado né? -sorriu-
Liza: Melhor eu ir pra casa -me virei rapidamente. Quando fui dar o primeiro passo tropecei naqueles obstáculos pra carro. Gritei quando percebi que cairia e aí senti umas mãos me segurando e me virando forte e rápido pra frente. Olhei e era o Ph, na virada rápida acabamos ficando muito próximos. Ficamos nos encarando, eu olhei fundo nos olhos dele e ele nos meus. Eu nunca tinha ficado tão perto dele. E antes que eu fizesse uma besteira, disfarcei olhando pro povo que tava olhando fixo pra gente. Me soltei dele.-
Liza: brigada kk eu acho que vou embora.
Gui: que embora o que ow, vem que eu vou apresentar o resto do bonde pra vocês -me puxou pelo braço e foi me levando e o resto veio atrás. Entramos lá no ct e na recepção tava sentado no sofá, o Cris, a Rafaela , a Fernanda(Barroso), Laila e Má Gomes. A gente sabia quem era, claro! Mas ainda não conhecia pessoalmente, fui sorrindo-  essas é as meninas que eu falei pra vocês -sorriu e olhou pra gente- cadê a outra?-olhei pra trás e não vi a Mari- 
Dinha: sei lá kk
Cris: Eu sou o Cristian mais pode me chamar de Cris. -deu um beijo em nossos rostos. As meninas se levantaram-
Laila: eu sou a Laila
Ma: eu a Marcela, ou Má
Fernanda: Fernanda
Rafa: E eu a Rafa -nos cumprimentaram da mesma forma. Como se a gente não soubesse quem eram kk nos sentamos e elas começaram a puxar papo. Falar sobre tempo, o jogo, dos meninos, essas coisas. Elas eram legais, mas eu queria era saber aonde a Mariana se meteu...
~Liza off ~

~Mari on ~ 
Bom, quando a gente chegou aqui rolou uma briga com umas vadias. Depois disso, o Gil veio todo preocupadinho falar comigo *-* Eu disse que estava bem e tal e ele disse que eu tava linda demais rs. Enfim, falou que os últimos dias ele tava trabalhando muito e que não deu nem pra sair. Entendi e tals kk. Aí e ele falou pra gente ir lá pra dentro. O povo estava lá fora ainda e a gente saiu. Eles nem viram, só que invés de ir pra instalações do ct, ele foi me levando pra trás de tudo. Agora eu to indo não sei pra onde com ele.
Mari: aonde tu quer parar? ali já tá um pouco escuro-apontei pra perto do campo-
Gil: relaxa haha -demos mais uns passos até pararmos do lado de uns banquinhos em frente ao campo. Onde assistiam os treinos- queria ficar sozinho contigo. Sem aquele barulho todo -sorri envergonhada- não precisa ter vergonha -se aproximou- Sabia que depois de aquele dia aqui eu fiquei doidinho pra falar contigo de novo?
Mari: sabia kk
Gil: ah, sabia?
Mari: o Ph falou pra Liza
Gil: mó vacilo ó -riu- mas é verdade -me olhou fixamente- tu é mó gata, descontraída, maluquinha. Eu gosto de mina assim. -sorri de novo- não vai falar nada de mim também? -rimos- 
Mari: preciso falar? eu também queria falar contigo de novo, mas como né? pensei que vocês eram mó metidos por ser amigo do Neymar
Gil: ishi, eu não -riu- normal po. Então eu nunca podia ficar afim de uma mina? Mari: mais a gente é fã e tal
Gil: ah mas vocês são diferente po, a gente ri daquelas mina que chega gritando e chorando -riu-
Mari: ah ta, pensei né. 
Gil: mais então. Cê tá afim também ou não?
Mari: tô aqui, não tô?
Gil: hahaha -se aproximou mais e sem que eu permitisse sua lingua invadiu minha boca. Naquele momento as borboletas fizeram festa em minha barriga. O beijo era tão cheio de intenção. Forte, gostoso e com certeza inesquecível. Nem muito lento e nem muito rápido. Sua lingua estava em um perfeito bailar com a minha. Estava com as mãos em minha cintura, e as subiu até a nuca fazendo com que eu me arrepiasse. Os movimentos de "um lado pro outro" foram aumentando sua velocidade e eu estava totalmente envolvida. Tinha o famoso gosto de quero mais. E com toda clareza eu vou querer mais isso. Eu estava tendo a certeza que valeu a pena ficar com o meu pensamento preso nele todos esses dias. Quando a falta de ar estava nos dominando, fomos parando com selinhos. Olhei em seus olhos que apesar de sempre alegres, estavam sérios e concentrados em mim- 
Mari: valeu a pena!
Gil: o que? -me olhou confuso- 
Mari: eu ficar esperando você ligar
Gil: e por que você não ligou?
Mari: eu nem te conheço direito -sorri fraco-
Gil: mas vai ter muito tempo pela frente pra conhecer -sorriu. Colou devagar os nossos corpos e começou mais beijo. Dessa vez bem calminho e eu pude sentir cada movimento dentro de minha boca. Fui ficando em êxtase de novo. Escutei uns barulhos mais nada que me fizesse parar-
xxx: AAAEEEEE -paramos o beijo e olhamos pra frente. Era o bonde tooodo iluminando a gente com a luz do celular. Ficaram zoando e batendo palma- 
Gil: ah legal seus bobões.
Godoy: hahaha seu catchorrooo -riram-
Gui: até parece que dá pra esconder da gente. -tava todo mundo dando risada e eu morrendo de vergonha. Ele me puxou pelo braço e foi me tirando dali. Passamos pelo povo que ficaram gritando, af -.- Voltamos lá pra frente e fomos indo até os carros. Paramos em frente á um que devia ser o dele. Ele destravou as portas. Deu a volta e abriu a porta do lado pra mim- 
Gil: entra! -sorri e entrei, ele deu a volta de novo e entrou. Ligou o carro e saímos do ct-
Mari: a gente vai pro jogo né? 
Gil: claro gatinha, não vou te levar pra mal caminho não -rimos. A vila era pertinho então chegamos logo. Tava lotado, parou o carro numa vaga lá. Descemos, ele foi pra um dos portões e entramos. Nos dirigimos até a cabine deles e sentamos-
Mari: ficou com raiva dos mlk? 
Gil: po eles são mó empatas -comecei a rir- tá rindo de que?
Mari: tu bravo com eles. Sei lá, por foto nunca parece que ficam bravos um com o outro. 
Gil: há, eles causam, tu não tem noção haha
Mari: eles não, vocês né -ele concordou sorrindo. Nos calamos por um tempo vendo a vila encher. Logo escutamos uma pequena zona chegando, olhamos e era o bonde vindo. Chegaram fazendo bagunça e zoando com a gente '-' Embora eu esteja morrendo de vergonha, por dentro todos os meus órgãos estão sorrindo kk 
~Mari off ~

~Amanda on~
 Então, desde que aquele dia no ct eu tenho sonhado com o Neymar. Não importa se é dormindo ou acordada mais eu sonhava. Ele sempre esteve tão perto e ao mesmo tempo tão longe. Nada me faria mais feliz do que ser alguém na vida dele, mas os dias em que eu estive com ele, não foi como eu esperava não. Aquele dia no ct ele falou umas coisas estranhas e talvez ele não fosse o que eu pensava. Muita gente fala que ele é mulherengo. Só usa e sai fora e eu nunca dei ouvidos. Mas talvez possa ser isso. O amor nos cega. Agora to aqui na vila e o jogo tá pra começar. No ct o Neymar só me cumprimentou a mais nada. E pra melhorar(sqn) a Fernanda a ex dele, mas já to sabendo que eles sempre ainda 'ficam' ela veio ficar com ele, lógico! Conheci a Rafa e as outras meninas e elas são muuuito legais. Realmente era o que eu imaginava. Agora sim tá caindo a minha ficha. Tudo o que eu sempre tá acontecendo ou quase tudo! A Fernanda até é legal mais claro que não vou curtir ver ela com o Neymar. Mas tirar ele da cabeça vai ser difícil. Bom, os jogadores do Santos e do Grêmio entraram em campo, cantaram o hino, se cumprimentaram e foram pra suas posições e começou, o Santos tava bom, fazendo várias finalizações, passes corretíssimos e tava segurando o ataque do Grêmio. O Ph e o Neymar estavam em sintonia mas nada do gol sair. Até que aos 26 desse primeiro tempo, numa cobrança de falta saiu um gol do Grêmio    Todo mundo ficou puto! O resto do primeiro tempo foi super parado e não teve nenhum gol. No intervalo os mlks foram pegar umas bebidas e a gente ficou com as meninas conversando.
Fernanda: ô Rafa teu irmão não falou nada mesmo? 
Rafa: não Fê, mas eu te disse que percebi que ele não queria -não sei do que elas falaram mais pela cara da Fernanda, aconteceu alguma coisa- mas então, quem tá afim de quem aqui?
Dinha: eu to de boa -sorri- 
Liza: eu também
Mari: mentira, a Liza e o Paulo vocês já perceberam né? haha -elas riram- 
Liza: nada ver Mariana ele tem namorada.
Laila: ih menina, acho que com ela tu não precisa se preocupar mais não 
Liza: por que?
Laila: rolou boatos que ela traiu ele com um primo rico dela parece. 
Mari: noooossa, mentira?
Laila: uhum kk aí depois disso ela se mandou pra Mauá
Fernanda: e ele tá saindo todo fim de semana com os mlks.
Rafa: fofoqueiras de plantão -rimos-
Má: mas e o Neymar?
Fernanda: opa, Neymar é meu hein -gargalhou sozinha. Todo mundo ficou meio sem graça mas eu fechei a cara mesmo. As meninas me olharam e fizeram o mesmo- 
Rafa: tu não precisa nem fala né -falou pra Mari e riu- tava na hora daquele cabeça arrumar alguém pra cuidar dele
Mari: porque? -falou um pouco assustada-
Rafa: Gilmar é doido, tem que criar juízo -rimos. Os meninos voltaram e o segundo tempo já ia começar. Mais um pouquinho e os jogadores voltaram e começou o segundo. O Santos tava uma merda e o Grêmio também ainda bem. Teve alguns lances de perigo tanto pra um quanto pra outro mais gol não saia, o tempo foi passando e a gente já imaginava que ia ficar pro Grêmio a vitória. Mais como o Santos é o time da virada, aos 41 do segundo tempo, o Ph deu aquele passe pro Junior e ele mandou pro Gol . Caralho, a gente pulou bastante, mas infelizmente não saiu disso 1x1. Quando acabou a gente foi saindo. Eu e a Liza fomos no carro do Gui com a Rafa e o Cris. Rapidinho chegamos no ct e já tinha uns torcedores na porta. Entramos, o Gui estacionou e descemos-
Liza: vamo?
Dinha: uhum
Gui: vamo pra onde?
Dinha: a gente já vai
Gui: po espera a amiga de vocês né. E ainda é cedo haha. -sorrimos e fomos lá pra dentro. Ficamos papeando até o resto do povo chegar-
Dinha: vamo Mari?
Gil: perae, espero os mlk chegar
Liza: a gente tem aula amanhã
Gil: relaxa, a gente leva vocês -Continuamos conversando ali e eu não aguentava mais rir das palhaçadas do Gus, teve uma hora que e Fernanda foi lá pra fora e ficou. Já faz uns 10 minutos que ela tá lá-
Dinha: vou ali fora tomá um ar, já volto! -falei pra Liza e ela assentiu. Claro que eu só fui ver o que tava fazendo. Fiquei meio que escondida e ela tava falando no celular um pouco mais longe, parecia meio nervosa, vi que alguém tava vindo, olhei e era a Rafa disfarcei que tava falando no celular também. Ela passou por mim, sorriu e foi até a Fernanda, ficou gesticulando e acalmando ela. Tenho quase certeza que o Neymar deu um pé nela. Uma van entrou no ct, as vezes o Neymar vinha na van pra despistar as fãs. O portão fechou, a van estacionou e a Fernanda ficou olhando. A Rafa falou alguma coisa pra ela e saiu . Passou mais uma vez por mim e entrou. Eu ainda fiquei ali fingindo, agora que eu não saio meeeesmo haha. Fiquei mais escondidinha e vi o Neymar vindo com a cara fechadíssima. Ela cruzou os braços e ele abaixou a cabeça. Foi passando reto por ela e a mesma o pegou pelo braço. Ele parou e a olhou, eles começaram a conversar. Ela tentando explicar alguma coisa e ele deixando ela falar. Quando ele falava, parecia alterado mais mesmo assim não tava dando pra ouvir a conversa. Depois de tanto se "humilhar" , ela colocou as mãos no rosto dele e ele as segurou tirando do seu rosto. Começou a falar um monte de coisa pra ela. Ela tentava se explicar e eu só conseguia entender quando ele dizia "não, não!" ela era até legal, mas depois do que ela ela soltou lá na vila, que o "Neymar era dela " eu não gostei mais! Era dela é o caralho u_u. Nessa altura eu já tinha parado de fingir que não tava olhando. A Rafa apareceu de novo, ficou olhando a cena também. O Neymar se livrou dela e veio vindo. A Fernanda começou a chorar, saiu andando em direção a saída e a Rafa foi correndo atrás dela. o Neymar veio olhando pra mim. Ai meu Deus e agora? O que eu falo? Pqp kkk comecei a tremer [...]


CONTINUA!

eae meninas, desculpa pela demora kk e obrigada pelos comentários! espero que gostem desse capitulo e continuem comentando, beijos! 

indico

12 comentários:

  1. primeiraaaaaaaaaa \o/ continuaaaa!

    ResponderExcluir
  2. Super criativo as histórias do blog, amo demaiss! Continuaa

    ResponderExcluir
  3. uhullllllll posta mais

    ResponderExcluir
  4. Continuaaaaa... quero saber o que vai acontecer!!! eheehe to adorando <3

    ResponderExcluir
  5. Aaah mtu top continua @gilcebola_loveu

    ResponderExcluir